25 de janeiro de 2009

A vida é matreira. Porque sempre nos põe à prova... Porque o que vou viver amanhã depende de como viver o hoje, porque as minhas escolhas de hoje influenciam as minhas hipóteses de escolha de amanhã.
Há que decidir bem, com cabeça, e ponderação.
Num esgar, num segundo, num momento inquantificável podes deitar tudo a perder:
tudo o que viveste e tudo quanto construiste, tudo o que tens - as certezas, as lembranças, os sentimentos -, todo o teu futuro - as esperanças, os planos, as horas a decidir aquela viagem deslubrante, a casa da tua vida, o nome que lhes vais dar.
Porque na vida todo o suspiro conta, e um sussurro mal murmurado, um pensamento sonoro, podem destruir todo o teu castelo de areia, toda a tua fortaleza imaginada.
Depois da tua escolha leviana, não esperes que baixe a cabeça.
A vida ensinou-me que a minha escolha de hoje influencia as minhas hipóteses de escolha de amanhã.
E eu amanhã quero ser feliz...

1 comentário:

nadia disse...

É mais: o que eu quero ser amanhã é feliz! Sim, acima de tudo ser feliz. Estou aqui, apoio, incondicionalmente *